De passagem

Jeanloup Sieff

Quão ligeiro o mel cansado
da luz crepuscular
se faz noite

e o botão se recolhe
em particular mistério
para vir a ser flor

como se quanto existe
existisse para ser perdido
e tornar-se precioso.

Lisel Mueller, EUA (n. 1924), tradução de Soledade Santos

In passing

How swiftly the strained honey
of afternoon light
flows into darkness

and the closed bud shrugs off
in special mystery
in order to break into blossom

as if what exists, exists
so that it can be lost
and become precious.

Lisel Mueller

Anúncios