Maridos

pauletta-hansel-close

A minha mãe aprecia um homem que trabalhe. Gosta
de ver joelhos enlameados e nódoas de erva ao meu marido.
Ela amava o meu pai, embora ao fim-de-semana
ele dormisse até às nove e nem levantasse
os olhos da página que lia, para afastar os pés
quando ela aspirava por baixo. Aos sábados, o meu marido
cava os buracos para as novas roseiras da minha mãe,
amaciando a terra com turfa e adubo.
Muda as lâmpadas a que ela já não chega
e decifra as entranhas da torradeira.
Já os pés do meu pai levavam-no da cadeira à estante dos livros
e de regresso à cadeira, até que a segunda-feira voltava.
A minha mãe gosta de dizer ao meu marido
sente-se nesta cadeira e ponha os pés para cima.

Pauletta Hansel, Ohio, EUA, tradução de Soledade Santos

Husbands

My mother likes a man who works. She likes
my husband’s muddy knees, grass stains on the cuffs.
She loved my father, though when weekends came
he’d sleep till nine and would not lift
his eyes up from the page to move the feet
she’d vacuum under. On Saturdays my husband
digs the holes for her new roses,
softening the clay with peat and compost.
He changes bulbs she can no longer reach
and understands the inside of her toaster.
My father’s feet would carry him from chair
to bookshelf, back again till Monday came.
My mother likes to tell my husband
sit down in this chair and put your feet up.

Pauletta Hansel, EUA

Anúncios

2 comentários a “Maridos

  1. Só uma questão: porque optaram por não partir o segundo verso, ao contrário do que a autora faz? Obrigado, e continuem o bom trabalho. Nós, deste lado, ficamos gratos.

    Gostar

  2. Luís, obrigada. Também pela questão que levanta, porque há uma gralha: de facto, o 2º verso deveria ter sido quebrado – e agora já está. A dimensão de alguns versos, o tom coloquial do poema e as diferenças de ritmo levantaram algumas dificuldades. O 2º verso, justamente, levou muitas voltas. Não sei se a solução encontrada (“ver […] ao meu marido”) será definitiva. Às vezes a tradução também precisa de distância e tempo. Obrigada 🙂

    Gostar

Os comentários estão fechados.