Quem és tu, pequeno eu…

Quem és tu, pequeno eu

(de cinco ou seis anos)
que observas de uma

janela alta: o pôr-do-sol

dourado de Novembro

(e sentes: se o dia
tem que se mudar em noite

forma tão linda não haveria)

e. e. cummings, EUA (1894-1962), tradução de Nuno Dempster.

Continuar a ler

Anúncios