Que canção sem berço

Que canção sem berço cantarei pelas madrugadas?

Que gritarei às janelas
antes do fogo?

Não quero repetir
gerações de deserto

Escapo-me ao deus das pragas e dos eternos sacrifícios

A canção
O berço
regressam no espelho dos meus sonhos

O balançar feliz
perdura nos meus quadris

Estou viva.

Edith Lomovasky, Argentina (n. 1952), tradução de Soledade Santos

Continuar a ler

Anúncios