Depois dos 30

Dizem
que depois dos 30 as mulheres envelhecem depressa
mal humoradas
padecem de males nunca antes pensados
não se resignam
e sofrem ao comparar-se com as rosas murchas
pétalas caídas, a beleza a finar-se,
ou então resignam-se
e viram os espelhos
preferem serões na meia-luz
fogem das vidraças
até dos charcos de água
quando há lua cheia.
Dizem que
depois dos 30 as mulheres
aprendem a fazer amor
e a sua ansiedade espanta
ávidas de orgasmos
ninfomaníacas
são substitutas em camas alheias
mulheres fáceis
ou então começam a secar
enojadas e receosas
dos seus desejos (ávidos, urgentes)
têm falta de homem diz-se.
Putas ou reprimidas
vem a dar no mesmo. É o que se diz.

Giovana Pollarolo (Peru, n. 1952), tradução de Soledade Santos
——————————————————————————-

Continuar a ler