When you are old…

Quando fores velha, cheia brancas e de sono,
E, cabeceando à lareira, pegares neste livro,
Lê-o devagar, e sonha com o olhar doce
Que os teus olhos tinham e suas fundas sombras.

Muitos te amaram os momentos de suave graça,
Amando em verdade ou com falso amor a tua beleza,
Mas um só amou em ti a alma peregrina,
Amando as mágoas do teu mutável rosto;

E, pendendo a cabeça para as brasas vivas,
Murmura, um pouco triste, que o Amor se foi
E caminhou pelas montanhas acima
E a face escondeu num mar de estrelas.

William B utler Yeats, Irlanda, 1865-1939, Traduzido por Nuno Dempster.

Continuar a ler