A imperfeição é o cume

Acontecia que era preciso destruir e destruir e destruir
Acontecia ser esse o preço da salvação.

Arruinar a face nua que sobe do mármore
Martelar toda a forma toda a beleza.

Amar a perfeição porque é o limiar,
mas negá-la, uma vez descoberta, esquecê-la morta.

A imperfeição é o cume.

Yves Bonnefoy, França (n. 1923), tradução de Soledade Santos.

Continuar a ler

Anúncios